CADEIRA NÚMERO 10

PATRONO

ISAIAS ALVES DE ALMEIDA
(1888 - 1968)

Primogênito do casal Aprígio Alves de Almeida - Ana Augusta de Almeida Sampaio (Ana Augusta Alves de Almeida), ISAIAS ALVES DE ALMEIDA nasceu em 29 de agosto de 1888, na cidade de Santo Antônio de Jesus.

Fez o curso primário em sua terra natal, preparando-se, na Capital, no Colégio carneiro Ribeiro, para ingressar na Faculdade Livre de Direito, em que obteve , em 1910, o diploma de bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais (Direito).

Estudante de Direito, representou o corpo discente na Faculdade no 1º Congresso Brasileiro de Estudantes, realizado em 1909, em São Paulo, apresentando e defendendo tese propondo a criação de Universidade nos principais Estados brasileiros, Bahia inclusive.

Ministrou sua primeira aula em 14 de fevereiro de 1905, como professor de curso primário, no Ginásio Ipiranga, de seu parente Alexandre Porfírio de Almeida Sampaio, ginásio que se tornou Vice-diretor de 1907 a 1909, terminando por adquiri-lo em 1911. Foi professor, também, no Liceu de Artes e Ofícios, no Ginásio da Bahia e na Escola Normal da Bahia.

Em 1931, obteve, no Teacher's College, da Columbia University, USA, o diploma de Máster of Arts e Instructor in Pschology.

Com seu irmão Landulfo, fundou e dirigiu, na cidade de Nazaré, de 1917 a 1922, o Colégio Clemente Caldas, depois transferido a Anísio Melhor.

Integrou o Conselho Superior do Ensino, criado pelo Governo do Estado da Bahia, foi Diretor Geral da Instrução do Estado da Bahia, Sub-Diretor técnico da instrução Pública, na Capital }Federal, Assistente Técnico do Departamento Nacional de Educação, Secretário de Educação e Saúde do Estado da Bahia, entre outras funções e cargos exercidos, além de membro do Conselho Nacional de Educação (1931 a 1958).

Em 13 de junho de 1941, depois de promover a reestruturação da Liga de Educação Cívica, teve, como seu presidente, a iniciativa de criar a Faculdade de Filosofia da Bahia, cujos cursos foram iniciados em 15 de março de 1943. foi Professor e Diretor da Faculdade de 1941 a 1958.

Sócio efetivo do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, ocupou, na Academia de Letras da bahia, a cadeira número 32. Sócio honorário do Lions Clube Salvador-Centro, estava, ao tempo de seu falecimento, vinculado à Loja Maçônica Força e União Segunda.

De seu casamento, em 10 de dezembro de 1913, com Maria Amélia Sampaio Lyrio, nasceram Rita, Isaías, Aprígio, Fernando, Ismênia, Ângelo e Edgard, que lhe sobreviveram.

Faleceu em sua residência, na cidade do Salvador, em 20 de janeiro de 1968, tendo sido sepultado no dia 21, no cemitério do Campo Santo.

Obras publicadas:

 · Esboço da Vida e Obras do "Amigo dos Meninos"
 · Problemas de Educação
 · Teste Individual de Inteligência
 · Os Testes e a Reorganização Escolar
 · Estudos Objetivos de Educação
 · Educação e Brasilidade
 · O Dever da Juventude na Organização Nacional
 · Da Fonética Inglesa
 · Magistério primário e democracia
 · Vida e obra do Barão de Macaúbas
 · Missão Nacional e Humanas das Faculdades de Filosofia;
 · Dados de Psicologia da Criança
 · Cultura, Responsabilidade e Ação
 · Três momentos na vida da Faculdade
 · Aspectos da personalidade nascente
 · Dante Educador do Milênio
 · Matas do Sertão de Baixo

Na Revista do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia

 · Esboço da vida e obras do "Amigo dos Meninos"
 · Discurso pronunciado na solenidade de encerramento da semana do centenário de Carneiro Ribeiro.
 · Prof. Cassiano de França Gomes (conferência).

Na revista da Academia de Letras da Bahia

 · Discurso de posse
 · Discurso de saudação a Xavier Marques
 · Conferência - tertúlia
 · Pensamento de São Bernardo na obra de Dante
 · Discurso de recepção a Ruy Santos.


  ACADEMIA DE EDUCAÇÃO DE FEIRA DE SANTANA - Direitos Reservados © 2008
Rua Itacarambi, s/nº - Muchila I - 44080-360 - Feira de Santana, Bahia
E-mail: contato@academiadeeducacao.org.br
Desenvolvido por IDEIA.COM.BR